Hey pequeno gafanhoto, quero compartilhar com você 05 lições que aprendi com Samurai Gourmet.

 

Samurai Gourmet é uma série japonesa original da Netflix, baseada em um mangá de mesmo nome. A série conta a história de Takashi Kasumi, um homem de 60 anos recém aposentado que (re)descobre os prazeres de comer e beber sozinho. Essa nova vida desperta o desejo de viver como um samurai, livre para comer e beber o que quiser, quando e como quiser.

Confesso que a primeira vista, lendo a sinopse, assistindo o trailer e lendo resenhas, não me agradou muito. Primeiro porque não é o meu estilo preferido de séries, não sou muito chegado em programas de culinária. Segundo, porque tenho um certo preconceito com versões live action de mangás/animes.

Mas ainda assim, por se tratar de Japão, e de samurais (temas que adoro), resolvi dar uma chance e assistir o primeiro episódio. O resultado é que me surpreendi muito, e adorei a série, e é sem dúvidas uma das que mais gostei nos últimos anos.

E é por isso que resolvi escrever esta postagem, para falar das 05 lições que aprendi com a série.

 

01 – Não se preocupe com a opinião alheia

samurai gourmet

samurai gourmet

Os japoneses costumam ser mais reservados e se preocupar muito com o que as outras pessoas vão pensar. E com Takeshi não é diferente, em todos os episódios ele enfrenta uma árdua luta interna entre o que ele realmente quer fazer e o que ele “tem” que fazer para não ser alvo de críticas.

O interessante é que na maioria das vezes toda a situação se passa apenas na cabeça do Takeshi. Ele fica viajando na maionese e imaginando o que as pessoas vão falar se ele fizer coisas fora dos padrões. Imaginando os olhares rudes e as críticas.

No entanto, os melhores momentos (pra ele, durante os episódios) é quando ele taca o foda-se faz as coisas sem se preocupar com a opinião alheia. Ele se diverte mais, aproveita melhor a comida, e sai mais feliz dos restaurantes. E mais, todas aquelas situações que ele criava na cabeça não se realizavam. As pessoas nem mesmo olhavam pra ele. A verdade é que ninguém se importa com você, e nem está ligando para o que você faz ou deixa de fazer. E se estiverem, bom, aí é problema delas.

E essa é uma lição muito importante, talvez a mais importante da série. Não se preocupe com a opinião alheia. Não deixe fazer as coisas com medo do que as outras pessoas vão pensar ou falar.

JUST DO IT!

 

02 – Viva o presente

samurai gourmet

samurai gourmet

Sei que parece clichê, mas durante a série podemos ver a importância de viver plenamente o momento presente.

Logo no primeiro episódio (e isso se repete nos demais) Takeshi se lembra de quantas vezes teve que comer com pressa por causa do trabalho, ou simplesmente sem prestar atenção na comida. Quantas coisas deixou de aproveitar porque estava concentrado no passado ou no futuro.

E isso se estendia também para outros aspectos da sua vida. Estava tão acostumado a fazer as coisas por hábito que nem mesmo prestava atenção às belezas que o cercava. Ele estava vivendo no piloto automático, sem de fato aproveitar a vida.

Mas as coisas mudaram quando ele começou a se concentrar mais no presente, e aproveitar cada colherada como se fosse a última. Inclusive, um dos personagens até ressalta o fato de Takeshi fazer ótimas expressões quando está comendo.

E essa é outra poderosa lição que podemos tirar da série. Todo mundo está com pressa hoje em dia, mas ninguém está vivendo de verdade. Existe uma correria sem fim para fazer cada vez mais coisas, mas a troco de quê?

As pessoas fazem exercícios ouvindo músicas (ou podcasts, audiolivros e etc), comem com seus celulares nas mãos respondendo emails e redes sociais, mas não conseguem aproveitar a vida: ouvir o canto dos pássaros ou o barulho do vento, sentir o aroma das flores, ou até mesmo, sentir o gosto da comida.

Sei que o nosso tempo é curto, e que precisamos fazer as coisas o mais rápido possível. Mas essa pressa tem custado caro. As pessoas não prestam mais atenção no próprio corpo, não prestam atenção nas próprias emoções. E principalmente, não aproveitam nenhum momento, pois estão sempre preocupadas com o que já passou, ou com o que ainda vai chegar.

Eu, no entanto, estou indo na contramão dessa onda. Ultimamente tenho procurado ficar mais atento e concentrado no momento presente. Fazer uma coisa de cada vez com foco total na tarefa. E posso garantir que os resultados tem sido ótimos, tanto físico quanto mentalmente.

Confesso que não é fácil, e que falho muito. Mas com persistência tem ficado cada vez menos difícil de me concentrar no agora. E cada vez mais sinto que aproveito melhor a vida, aproveitando e curtindo cada momento, e vivendo plenamente o presente.

 

03 – Pense como um samurai

samurai gourmet

samurai gourmet

Takeshi é uma pessoa cheia de bloqueios e medos, sempre preocupado com a opinião alheia e com receio de fazer o que realmente gostaria. E exatamente por isso, quando se encontra em momentos tensos e que precisam de uma decisão, ele pensa o que um samurai faria naquela situação.

E ao fazer esse exercício de imaginação, ele entende que um samurai faria o que quisesse e como quisesse. Não deixaria de comer ou beber algo, ou ir a algum lugar por receio da opinião alheia.

O resultado, depois de pensar no que um samurai faria, é que Takeshi consegue se livrar das amarras sociais e fazer o que realmente quer.

A lição aqui é pensar o que alguém que você admira e tem como referência faria em uma mesma situação. Eu gosto de pensar o que um pirata faria, já que os piratas são ainda mais desprendidos que os samurais. Mas você pode escolher qualquer outro personagem ou pessoa.

O importante é quebrar os bloqueios, e fazer o que realmente quer fazer. Aproveite a vida seu bosta.

 

04 – Não espere a aposentadoria para começar a viver

samurai gourmet

samurai gourmet

Embora a série seja sobre um homem aposentado que começa a viver, fica claro na série que essa não é a melhor opção.

Em diversos momentos Takeshi se mostra um pouco decepcionado consigo mesmo por ter deixado a vida passar sem ter vivido de verdade. Preocupado apenas com trabalho deixou de viver bons momentos com a esposa e com amigos. Deixou para começar a viver apenas depois que se aposentou.

E eu vejo muito disso acontecer na vida real. A maioria das pessoas trabalha esperando a sexta feira. Porém quando chega o final de semana não aproveitam, porque na segunda já começa tudo de novo. Um ciclo sem fim. “Mas tudo bem, assim que me aposentar terei todo o tempo do mundo para curtir”, ou assim elas dizem.

O problema é que a vida é muita curta para esperar para aproveitar apenas alguns poucos anos (ainda mais com essa reforma da previdência-foraTemer). Não espere envelhecer para viver. Aproveite a vida agora, mesmo que seja com pequenas coisas.

Claro que devemos pensar no futuro, e trabalhar para ter uma boa vida para quando chegar a aposentadoria. Mas isso não significa ter que abrir mão de tudo o que é valoroso para você e apenas contar os dias.

Faça o que você ama, pratique um hobby, tenha bons amigos, vá a bons restaurantes, e, principalmente, aproveite a vida da melhor maneira possível.

 

05 – Experimente algo novo

Samurai gourmet

Samurai gourmet

A série mostra Takeshi indo a novos restaurantes e experimentando diversos pratos diferentes. No entanto, em um dos episódios, é a sua esposa Shizuko que nos dá a lição.

Em um determinado momento ela faz uma leve crítica ao Takeshi, dizendo que embora ele vá em restaurantes diferentes, acaba pedindo sempre os mesmos pratos, como sempre a mesma coisa.

Ela continua dizendo que isso não é atitude de uma pessoa aventureira, mas sim, de pessoa chata. E termina dizendo que é mais interessante experimentar coisas novas, mesmo que não sejam tão boas, do que ficar na mesmice de sempre.

E a lição é bem clara, precisamos fazer coisas novas, coisas diferentes. São as novas experiências que nos levam pra frente, que aumentam o nosso repertório. E quanto maior o nosso repertório de experiências, maiores as chances de termos ideias originais. A criatividade depende disso, depende das conexões que fazemos das coisas que aparentemente não tem conexão.

E isso só é possível vivendo novas experiências, e conhecendo coisas novas. Além do mais, novas experiências, novas aventuras são sempre divertidas.

(E se eu não tivesse experimentado algo novo, e não tivesse dado o play no primeiro episódio, esta postagem nem existiria)

 

Espero que você tenha gostado. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários, e compartilhar com seus amigos.

Até mais o/

Comments

comments