Hey pequeno gafanhoto, vou compartilhar com você algumas dicas de produtividade, alguns macetes que podem te ajudar a ser mais produtivo. Não que eu seja a pessoa mais produtiva do mundo, mas o que vou te mostrar hoje são coisas que eu aplico de verdade no meu dia a dia, e que tem me trazido bons resultados.

Antes de te passar essas dicas preciso desabafar um negócio que me deixa puto da cara muito bravo. A internet está cheia de material sobre produtividade, importância disso, importância daquilo, método da puta que pariu de produtividade e etc. O que até aí não é nenhum problema, pelo contrário, quanto mais informações tiver disponível, e quanto mais gente passando conhecimento, melhor.

O problema é que todo mundo fala o que você tem que fazer, mas ninguém te explica como. Você termina de ler um artigo, um ebook, assiste um vídeo (de uma série de quatro) de 30 minutos sobre o assunto, fica extremamente animado com as possibilidades, mas não sabe como colocar essas merdas coisas em prática. É pior que papo de auto ajuda, que só ajuda mesmo quem escreve esses livros ou faz esses vídeos.

Porra, se você diz que vai me ajudar com algo e fala sobre um assunto do meu interesse, pelo menos me explica como fazer, ou então, nem fala nada, deixa eu descobrir sozinho (o que de fato eu tive que fazer mesmo). Alias, se vocês quiserem acompanhar ótimo blog sobre produtividade, recomendo o DariuForoux.

Enfim, chega de mimimi e vamos ao que interessa, dicas REAIS de produtividade. Nada de tomar aguinha e colocar óculos colorido, a parada aqui é “REAL DEAL, MOTHERFUCKER!”. (#brinks Goffi S2)

productivity

 

1 – Direto ao assunto

Uma coisa que faz as pessoas perderem muito tempo e energia é ficar enrolando, seja para falar alguma coisa ou para fazer alguma coisa. Bate papo, conversinha fiada, panos quentes, tudo isso só serve para atrapalhar. Não estou dizendo para que você nunca mais perca uns minutinhos jogando conversa fora com os amigos, mas se você estiver trabalhando ou fazendo algo realmente importante, vá direto ao assunto, diga o que tem  para dizer, peça o que tem que pedir, e faça o que tem que ser feito. JUST DO IT!

 

2 – Diga NÃO

Muita gente acaba aceitando tarefas e compromissos que não tem nada a ver com seus objetivos, e que na grande maioria das vezes nem queriam fazer, mas aceitaram porque não queriam ser rudes, ou porque não queriam que as outras pessoas ficassem com uma impressão errada, ou até mesmo para impressionar. BULLSHIT! Não precisa ser rude ou mal educado com as pessoas, mas se a tarefa que estão te pedindo não tem nada a ver com os seus objetivos e só vai servir para te distrair do caminho principal, seja corajoso e diga não. É difícil no começo, mas depois fica mais fácil, garanto.

 

3 – Anote TUDO – Não confie na sua memória

A nossa memória pode ser traiçoeira as vezes, e se esquecer de coisas importantes – compromissos, ideias, pensamentos, e etc. E mesmo que não falhe, é um grande desperdício energia guardar tanta informação na memória, ainda mais se é algo que pode ser registrado em outros lugares.

Por exemplo, tenho certeza que já teve alguma ideia incrível que surgiu quando você está na rua, e aí você pensou que iria anotar quando chegar em casa, mas quando cheggou em casa a ideia já era, para sempre. Se tivesse anotado em um caderno ou aplicativo, você ainda a teria, estúpido.

Na realidade não importa como você vai fazer, o que importa é tirar as ideias, pensamentos, e compromisso da cabeça e colocar no papel (ou em um aplicativo). Sua cabeça vai ficar mais leve, e você vai conseguir se focar nas coisas mais importantes.

*a minha memória é excelente, e ainda assim eu sigo essa dica a risca, o que de fato ajuda a melhorar minha memória ; )

 

4 – Técnica Pomodoro

A técnica do pomodoro não é nova, mas ainda assim continua muito eficiente. A técnica original consiste em trabalhar (ou estudar) por 25 minutos e descansar por 5, e se repete esse ciclo até terminar a tarefa. Após 4 blocos de 25 minutos, aí você dá uma pausa maior (de 15 a 30 minutos).

Eu uso essa técnica de duas formas, para coisas “normais” como fazer postagens para o blog, ler, estudar, trabalho administrativo, atividades mais padronizadas e etc, uso a técnica como foi concebida, com blocos de 25/5. E quando vou fazer coisas que envolvem mais criatividade e precisam de concentração por mais tempo, como por exemplo fazer os roteiros do ShiniSpot ou do Ninja Criativo, brainstormings, montagem das minhas aulas e etc, aí faço blocos um pouco maiores, de 35, 40, e até 45 minutos, com 5/10 de descanso.

No começo dá uma impressão de que esses 5 minutos vão fazer falta, e que você está perdendo tempo. Mas acredite (ou não, faça o teste você mesmo), o aumento na produtividade e no foco é absurdo. Depois de 5 minutos de descanso você volta muito mais concentrado e relaxado, pronto para continuar o trabalho de maneira focada e produtiva.

Ah, mas esse descanso não é para olhar Facebook ou emails, é descanso mesmo. Vá tomar água (e eu disse que não ia falar sobre isso, shame on me -___-), vá alongar o corpo, vá fazer nada, mas descanse.

 

5 – Crie rotinas

Decisões causam um certo esgotamento mental, então, quanto menos você tiver que decidir algo no seu dia a dia melhor, e é aí que entram as rotinas, pois elas eliminam as decisões.

Só um exemplo prático, eu tenho um sistema, uma rotina, que me permite usar roupas sem ter que perder tempo escolhendo e decidindo. Eu sempre uso a primeira roupa (primeira camiseta, primeira calça/bermuda, primeira cueca/meia, etc) que estiver na frente, no guarda roupa. Não me preocupo se vai combinar, se vai ficar legal e etc, eu só pego a roupa que está na frente, ou por cima, e visto. Ah, sempre que as roupas voltam da lavagem, elas vão para o fundo do guarda roupa, e assim mantenho uma rotatividade que desgasta menos também.

 

6 – Não seja multitarefa

NÃO, o ser humano NÃO é multitarefa, pelo menos não ao mesmo tempo. Existe diversos estudos científicos que provam que nós, humanos, não conseguimos nos concentrar bem em mais de uma coisa ao mesmo tempo. Existem pessoas que fazem bem várias coisas, as vezes o cara é músico, designer, fotógrafo, pintor e etc, mas não faz essas coisas ao mesmo tempo, pelo menos não bem feito.

Se quiser fazer bem as coisas, faça uma de cada vez, não tenha pressa. Se concentre em uma única tarefa por vez, e aí eu posso te garantir que você será mais produtivo. E sim, isso vale para aquela olhadinha no Facebook enquanto você está trabalhando, pare com isso.

 

7 – Planeje o dia seguinte

Quase que um complemento da dica número 05. Planejar o dia seguinte já faz você começar um novo dia sabendo o que tem que fazer, e não precisa gastar tempo e energia decidindo quais são os próximos passos. Então, separe alguns minutos das suas noites e planeje o dia seguinte. Faça o máximo de decisões possíveis para não ter que fazê-las no outro dia – roupas que vai usar, lugares onde tem que ir, coisas que vai comer e etc.

 

8 – Defina apenas 3 prioridades por dia

Esqueça lista de tarefas, principalmente se você for um cara como eu, que é “um pouco” desorganizado. O problema com as listas de tarefas é que normalmente tem um monte de tarefas capitão óbvio, e que muitas vezes tem mais um monte de tarefas dentro delas, e quando não conseguimos completá-las, se acumulam para o dia seguinte, que provavelmente já tem mais um monte de tarefas… e isso vira uma bola de neve desestimulante e broxante.

Ao invés dessas listas tenha apenas 3 prioridades diárias (no máximo 4), que são as coisas que você realmente vai gastar a sua energia fazendo. E se por acaso terminar as outras 3, aí você vai nas suas anotações (que você com certeza já tem se estiver seguindo a dica número 03), das coisas que você tirou da cabeça e colocou no papel, e escolhe alguma outra tarefa.

 

9 – Primeiro o mais importante/mais difícil

Na escola aprendemos a fazer primeiro o mais fácil e deixar o mais difícil por último, para ter mais tempo para se concentrar. O problema com isso é que nós temos uma quantidade limitada de energia durante o nosso dia, e essa energia vai diminuindo a cada decisão, cada ação que fazemos.

E o que as pessoas normalmente fazem é acordar cheias de energia e disposição, fazer todas as tarefas fáceis, e deixar as tarefas difíceis para o final do dia, quando a nossa energia já foi p/ o saco. O ideal seria fazer o contrário, começar o dia com as tarefas mais difíceis e mais importantes, e assim deixar as mais fáceis/leves para o final.

 

10 – Faça exercícios físicos (e se alimente com comida de verdade)

Embora essa seja quase óbvia, e é importante para a sua saúde, existe um outro fator importante pelo qual resolvi colocar essa dica aqui. Eu percebi que a minha disposição e concentração melhora MUITO nos dias em que eu faço exercícios, mas muito mesmo. E o efeito é ainda melhor quando me alimento com comida de verdade, natural e saudável.

Deve ter uma explicação científica pra isso, mas no momento não importa, o que eu quero ressaltar é que essa parada de exercícios e alimentação realmente faz diferença. E se você não está acostumado a fazer nenhuma coisa nem outra, comece aos poucos, 30 minutos de exercícios diários, mais frutas e verduras e etc. Para com essas porcarias de mclixo e burguerkilo e comece comer comida de verdade. A não ser que seja uma batatinha frita, aí tudo bem ; )

 

11 – A regra dos dois minutos

Não é algo novo, mas poucas pessoas que eu conheço sabem desse macete. E é algo bem simples: se uma tarefa demorar dois minutos ou menos para ser feita, então faça na hora, não deixe para depois.

Quando deixamos tarefas simples e rápidas para depois elas se acumulam, e quando resolvemos executá-las já tem coisa para um dia inteiro ou mais, e isso mata a nossa produtividade. Então, se é algo rápido, como lavar o seu prato assim que acaba de comer, responder um email simples, ou colocar as chaves no lugar certo, faça na hora.

 

12 – Rituais

Não, você não precisa de galinha e nem de vela preta pra isso, não vai ter que fazer sacrifício de animais nem nada do tipo. Ritual é uma espécie de rotina. Não sei a explicação científica da parada, mas sei que funciona, e muito.

A ideia de ter rituais é se preparar para alguma atividade, se colocar em um estado que permita fazer o que você quer fazer. Eu por exemplo tenho 2 rituais principais. Um matinal e um noturno. O ritual matinal é para me despertar e me energizar para começar bem o dia, no qual revejo as prioridades do dia, agradeço a 3 coisas, faço uma visualização de como será o meu dia, leio por 30 minutos, e saio para fazer exercícios.

O noturno é para “fechar” o dia e me preparar para uma noite de sono incrível. Eu faço as seguintes atividades: primeiro escrevo em uma espécie de diário, onde coloco as coisas mais interessantes que aconteceram no meu dia, problemas e soluções, nada de “bom dia querido diário”, só coloco coisas que sejam relevantes mesmo. Após isso eu pego um outro caderno e anoto 5 coisas pelas quais sou grato naquele dia, sendo uma delas algo que eu ainda não tenho, mas agradeço como se já tivesse – cada louco com a sua mania. Aí faço o planejamento do dia seguinte, setando as 3 prioridades, e então, a cereja do bolo fica por conta de 10 minutinhos de meditação.

Sei que isso parece bullshit de auto ajuda, mas garanto que faz muita diferença. O ritual noturno me permite ter uma ótima noite de sono, enquanto o matinal me permite começar o dia a 500%.

 

Dica bônus – Faça uma plaquinha de ocupado e garanta a sua PRODUTIVIDADE (principalmente para quem trabalha em home office)

Mesmo aprendendo a dizer não, as pessoas sempre vão aparecer para te pedir algo, para conversar e etc. Então, as minhas dicas são as seguintes: primeiro, avise as pessoas que durante o horário “x” você vai estar ocupado e não quer ser incomodado a não ser que alguém esteja pegando fogo do seu lado ou que tenha um dinossauro na sua sala ( o que seria do caralho incrível e valeria a pena parar o que estiver fazendo para ver). E depois, para reforçar essa mensagem, use uma plaquinha dizendo que está ocupado no momento e que não pode parar.

Como exemplo vou deixar a minha, que começa de maneira educada, e se mesmo assim me interrompem, aí eu viro ela para o level 2. Existe um level 3, mas até hoje não precisei usar.

levels

Você tem alguma dica de produtividade? Deixa aí nos comentários, e compartilhe com os seus amigos para que eles também sejam mais produtivos ; )

Comments

comments